SYLE Argentina

Uma experiência maravilhosa com os hermanos em 2024

Heyyy Servas. Sou Kleber Nunes, membro do Servas São Paulo e vou compartilhar um pouquinho com vocês minha experiência com o SYLE na Argentina.

Tive a oportunidade de mergulhar profundamente na cultura de nossos queridos “hermanos” em Janeiro e Fevereiro de 2024, com foco no idioma espanhol consegui aprender e absorver as informações de forma muito mais imersiva que um curso comum.

Desde o primeiro dia, fiquei impressionado com a organização desse SYLE, já que envolveu Servas quase todo país. Os membros me ajudavam me hospedando, sendo Day host ou se voluntariado para me dar aulas de espanhol.

Como o SYLE me ajudou no aprendizado do espanhol?

As aulas foram uma parte essencial da minha experiência, elas aconteciam 3 vezes na semana via Zoom. O Servas Argentina desenvolveu uma agenda completa onde tinha aulas pela manhã e alguma atividade cultural pela tarde, proporcionando um ambiente imersivo e estimulante para o aprendizado.

Passava todo o tempo aprendendo, já que conversava sobre o que absorvia com a família anfitriã e aplicava o idioma também nos passeios que fazia durante o dia, dentre eles museus, cinema ao ar livre, restaurantes históricos e até um bar focado em jogos de mesa.

Além disso, a cada aula ficava ainda mais apaixonado pela cultura da Argentina, porque elas eram sobre contos famosos em todo país ou músicas que todo argentino sabia. (como se fosse uma Evidencias do Chitãozinho e Xororó)

Ao longo do intercâmbio, percebi não apenas uma melhoria significativa na minha fluência em espanhol, mas também uma maior confiança para me comunicar em situações do dia a dia. Me diverti muito aprendendo.

Como me organizei para fazer um SYLE?

Depois que escolhi o idioma (Espanhol) e os países que gostaria de fazer o SYLE, entrei em contato com o coordenador de programas e expliquei do meu interesse.

O SYLE é fantástico, mas o segredo para o sucesso dependerá muito do seu empenho e responsabilidade. Logo que recebi a lista de documentos necessários para o programa, que incluíam o seguro viagem e a LOI, organizei tudo em um documento do Google Docs de forma digitalizada e compartilhei com o responsável pelo programa. Essa medida facilitou bastante a organização e o acompanhamento dos documentos necessários.

Dicas de ouro para um bom SYLE

Criei um grupo fechado com os membros do Servas que me receberiam no WhatsApp, (aqueles que só os adms podiam mandar mensagem) e fez com que a comunicação fosse mais fluida, porque todos sabiam onde eu estava e com qual família estava hospedado. Diariamente, enviava vídeos do meu dia para manter todos atualizados.

Aproveite ao máximo o idioma que está aprendendo. Lembre-se que esta em um ambiente seguro permite cometer erros e aprender com eles. Evite falar português a todo momento, a menos que seja necessário, pois o programa de intercâmbio oferece oportunidades únicas para praticar o idioma estrangeiro.

Uma ideia interessante é criar um jogo de perguntas e respostas sobre o Brasil e o Servas Brasil. Os anfitriões adoram aprender sobre nosso país, e levei bandeiras do brasil como prenda. Sério foi incrível, lutavam por aquela bandeira como se estivessem no Jogos Vorazes.

Seja organizado com os horários e cumprir a agenda proposta. Lembre-se de que os membros do Servas dedicaram tempo e energia para proporcionar experiências enriquecedoras, portanto, respeite os compromissos assumidos.

Experimente fazer algum prato típico brasileiro durante a estadia, mesmo que não seja um mestre na cozinha. Eu, por exemplo, fiz beijinhos e brigadeiros, e eles amaram.

Esteja sempre em comunicação com o coordenador. Se precisar fazer alterações na agenda, é importante dar uma avisadinha. Assim, todos estarão cientes e poderão ajustar-se conforme a sua necessidade.

Ahh, tire muitaaaas, muitas fotos e registre todos os momentos possíveis. Além de serem lembranças preciosas, ajudam a documentar e compartilhar sua experiência de intercâmbio com outras pessoas.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.